Logo ViaQuatro

CENTRAL DE ATENDIMENTO
Segunda a Sexta, das 6h30 às 22h00
Sábado e Domingo, das 8h00 às 18h00

Perguntas frequentes

Leia abaixo perguntas e respostas sobre a Linha 4-Amarela e veja se sua dúvida já está esclarecida.

A Linha 4-Amarela

A linha 4-Amarela tem sinal para celular?

Sim, em toda a sua extensão. Graças ao acordo firmado entre a concessionária ViaQuatro e as operadoras Oi, TIM, Claro, Vivo e Nextel, os clientes dessas empresas poderão utilizar os serviços de voz e dados 2G e 3G nos trens e estações.  Além do serviço de telefonia celular, estão disponíveis aos usuários da Linha 4-Amarela  tecnologias como Edge e GPRS. Elas permitem a conexão de telefones celulares e computadores portáteis à Internet, usando os celulares como modems ou usando modems específicos.

A Linha 4-Amarela terá internet via WiFi?

Todos os principais serviços de voz principalmente de dados, como tecnologias  3G, Edge e GPRS estão disponíveis nas estações da Linha 4-Amarela.

Elas permitem a conexão de telefones celulares e computadores portáteis à internet, usando os celulares como modems ou usando modems específicos.

A tecnologia de hot spots WiFi, presente em aeroportos, hotéis, centros de convenção e shoppings, por exemplo, não foi concebida, ainda, para a linha.

As estações da Linha 4-Amarela têm estacionamento?

Não. As estações da Linha 4-Amarela foram entregues sem estacionamento anexo.

O que são a Fase I e a Fase II da Linha 4-Amarela?

A Linha 4-Amarela do metrô terá um total de 11 estações, com quase 13 quilômetros de extensão. Na definição do cronograma de inaugurações, a linha foi dividida em duas fases. A primeira está completa, com as seis estações iniciais (Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Paulista, República e Luz).  A segunda fase é composta por cinco estações: Vila Sônia, São Paulo-Morumbi, Fradique Coutinho (em operação), Oscar Freire e Higienópolis-Mackenzie. 

Quais as integrações possíveis da Linha 4-Amarela?

A Linha 4-Amarela integra o sistema metroferroviário da cidade.

  • na Estação Paulista, integra-se à Linha 2-Verde do Metrô
  • na Estação Pinheiros, à Linha 9-Esmeralda da CPTM 
  • na Estação República, à Linha 3-Vermelha do Metrô
  • na Estação Luz,  à Linha 1-Azul do Metrô e às Linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM

É importante ressaltar que a transferência da Linha 4-Amarela para outras linhas do Metrô e da CPTM só é garantida até a meia-noite.

Qual a principal característica da PPP da Linha 4-Amarela?

A concessionária é responsável pela aquisição de trens, sistemas de sinalização, centro de controle e comunicações, operação e manutenção da linha por 30 anos. Já ao governo do Estado de São Paulo cabe a construção da infraestrutura dos túneis e estações e sistemas pertinentes.

Qual o endereço das estações?
  • Butantã - Av. Vital Brasil,  427
  • Pinheiros - Rua Capri, 145
  • Faria Lima - Av. Brigadeiro Faria Lima, 948
  • Fradique Coutinho - Rua dos Pinheiros, 623
  • Paulista - Rua da Consolação, 2367
  • República - Rua do Arouche, 2
  • Luz - Avenida Cásper Líbero, 598
Qual o horário de funcionamento da Linha 4-Amarela?

De domingo a sexta-feira, das 4h40 à meia-noite, e aos sábados, das 4h40 até 1h00 da madrugada.

Quando será a inauguração das outras estações?

De acordo com o cronograma do Governo, as demais estações da segunda fase (Higienópolis-Mackenzie, Oscar Freire, São Paulo-Morumbi e Vila Sônia) serão entregues a partir de 2016. 

Que estações estão em operação?

Estão em operação sete estações Butantã, Pinheiros, Faria Lima, Fradique Coutinho, Paulista, República e Luz. 

Todos os acessos às estações acompanham o horário da operação?

Sim. Todos os acessos das estações acompanham o horário de operação, isto é, de domingo a sexta-feira das 4h40 à meia-noite e aos sábados até 1h da madrugada.

Já a praça anexa à Estação da Luz fica aberta das 6h às 19h diariamente.

Acessibilidade

Como é a questão da acessibilidade para pessoas portadoras de deficiência nas estações da Linha 4-Amarela e nos trens?

O projeto da Linha 4-Amarela contempla integralmente as necessidades de acessibilidade das pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida tanto nas estações como nos trens. Todos os funcionários contratados para trabalhar nas estações da Linha 4-Amarela passaram por treinamentos específicos para prestar o melhor atendimento a esses usuários.

Existem assentos preferenciais nos trens da Linha 4-Amarela?

A Linha 4-Amarela conta com um total de 306 assentos por trem, além de 02 espaços para cadeiras de rodas. Desse número, a ViaQuatro destina 32 para o público preferencial, ou seja, pessoas com deficiência física, gestantes, pessoas com crianças de colo, idosos e obesos. Alguns assentos estão na cor cinza, seguindo as normas vigentes, e os demais na cor branca, pois a legislação não determina cor diferenciada.

 

Há espaço para cadeirantes nos trens?

Sim. Há duas vagas para cadeirantes, uma no primeiro e outra no último carro.

Os elevadores da Linha 4-Amarela são de uso exclusivo ou preferencial?

Os elevadores da Linha 4-Amarela são de uso preferencial. Ou seja, na ausência de gestantes, idosos, pessoas com mobilidade reduzida, deficiência ou com crianças de colo, o uso do elevador é livre.

Todas as estações da Linha 4-Amarela possuem piso tátil?

Sim. O piso tátil de alerta e direcional de fluxo para pessoas com deficiência visual está presente em toda a estação, na cor azul. Nas plataformas, o piso tátil tem cor amarela.

Bicicletário

1. Por que a ViaQuatro implantou o cadastro biométrico em seus bicicletários?

O cadastro biométrico traz mais segurança para os ciclistas e suas bikes. A biometria também moderniza o cadastro que já existia. Com isso, a concessionária ViaQuatro proporciona prestação de serviço com mais qualidade para os clientes que deixam as bicicletas nos bicicletários da ViaQuatro para fazer a integração na Linha 4-Amarela.

2. O cadastramento biométrico tem prazo para encerrar?

Não. O cadastro biométrico continua e deve ser feito. Após essa data, não será permitido estacionar bicicleta sem cadastramento. 

3. Como faço o cadastramento?

Entre no site da ViaQuatro (http://www.viaquatro.com.br/bicicletario/) e preencha o pré-cadastro para gerar o número de protocolo, que é enviado para seu e-mail.

Depois, portando esse número de protocolo, um documento com foto e um comprovante de residência, basta se dirigir a um dos bicicletários onde serão feitos identificação por biometria e fotos dele e de sua bicicleta. 

4. Turistas ou quem não reside na cidade de São Paulo pode estacionar a bike nos bicicletários para embarcar na Linha 4-Amarela?

Turistas ou moradores de outras cidades podem utilizar o serviço após realização do cadastro nas estações da Linha 4-Amarela que possuem bicicletários administrados pela concessionária ViaQuatro (Butantã, Pinheiros e Fradique Coutinho). 

Para agilizar o processo, o usuário deve entrar no site da ViaQuatro e preencher o pré-cadastro para gerar o número de protocolo, que é enviado por e-mail.

Munido desse número de protocolo, um documento com foto e um comprovante de residência, o usuário deve ir ao bicicletário, onde serão feitas identificação por biometria e fotos do ciclista e de sua bicicleta. 

5. Um mesmo usuário não poderá usar duas bicicletas diferentes?

Se for necessário usar outra bicicleta, diferente da cadastrada no sistema, o usuário deverá solicitar alteração no seu cadastro para utilizar o serviço, sempre com objetivo de garantir a segurança da bicicleta.

6. Como solicito a alteração do cadastro para uma segunda bicicleta?

É preciso solicitar ao funcionário para fazer essa alteração. O funcionário acessa o sistema e altera o registro com a foto da nova bicicleta. Para isso, o ciclista deve apresentar a identificação da bicicleta antiga (lacre/tag) e seu documento de identidade.

Lembrando que só é permitido manter ativo 1 (uma) bicicleta por cadastro.

7. Qual o horário de funcionamento dos bicicletários?

Os bicicletários de Pinheiros e Fradique Coutinho seguem o horário de funcionamento das estações. Ou seja, das 4h40 à meia-noite, de domingo a sexta-feira e, aos sábados, das 4h40 até 1 hora. O bicicletário da Estação Butantã funciona diariamente das 6h às 22h.

8. Por que o horário do bicicletário da estação Butantã é diferente?

Até o início de 2017, o horário do bicicletário de Butantã, que hoje funciona das 6h às 22h, será adequado ao horário de funcionamento da estação, graças à modernização que a concessionária ViaQuatro está implantando. 

Informações Gerais

Como solicitar Declaração de Atraso?

Caso algum problema na Linha 4-Amarela cause atraso a compromissos dos passageiros, é possível solicitar Declaração de Atraso na página Fale Conosco, para dowload e impressão. Clique aqui e acesse a declaração:http://www.viaquatro.com.br/declaracao-de-ocorrencias

 

 

Em quanto foi fixada a tarifa do bilhete de metrô?

A política tarifária praticada na Linha 4-Amarela é a mesma das demais linhas de metrô da cidade. O usuário paga o mesmo que nas outras linhas para utilizar o transporte público integrado da Região Metropolitana de São Paulo (Metrô, CPTM e ônibus).

Qual o procedimento para enviar currículo para a ViaQuatro?

Publicidade/Espaços Comerciais

Como locar espaços ou anunciar nas estações da Linha 4-Amarela?

É preciso entrar em contato com a área comercial da ViaQuatro, por meio do e-mail comercial@viaquatro.com.br.

 

Serviços

As máquinas de recarga carregam o cartão fidelidade?

Não, somente os guichês de atendimento pessoal, presentes em todas as estações da Linha 4-Amarela.

Onde fica o setor de Achados e Perdidos da Linha 4-Amarela?

O setor de Achados e Perdidos da Linha 4-Amarela é o mesmo que o da Companhia do Metropolitano - Metrô, que funciona na Estação Sé, de segunda a sexta-feira, das 7h às 20 horas, exceto feriados. Todos os objetos e documentos encontrados nas dependências da Linha 4-Amarela são enviados à Praça da Sé. No caso de documentos, a consulta pode ser feita pelo site http://www.metro.sp.gov.br/sua-viagem/achados-perdidos.aspx e também por telefone, por meio da Central de Informações do Metrô: 0800-770 77 22, todos os dias, das 5h30 às 23h30.

Qual o horário de funcionamento do bicicletário?

Pinheiros e Butantã - Horário de Funcionamento -  6h00 às 22h00.

Fradique Coutinho - Horário de Funcionamento -  4h40 à meia-noite, sábados, das 4h40 à 1h00.

Diariamente, inclusive aos feriados.

Tecnologia

Como é feita a comunicação entre o usuário e o Centro de Controle Operacional, em caso de problemas?

Por meio das câmeras, o CCO tem condições de visualizar 100% do que ocorre dentro dos trens e ainda pode se comunicar com os passageiros pelos alto-falantes. Os usuários, por sua vez, também podem comunicar qualquer ocorrência ou emergência ao CCO, bastando acionar o botão do intercomunicador instalado em cada carro. Testes mostram que essa comunicação é mantida mesmo em caso de interrupção de energia.

Esse sistema todo automatizado que dispensa a presença do operador é seguro?

A ViaQuatro é a primeira e até agora única operadora metroferroviária brasileira a obter um certificado de segurança emitido por agente certificador internacional, no caso é a TÜV, da Alemanha.

O sistema automático driverless é considerado extremamente seguro, adotado em muitas linhas de metrô em todo o mundo, com a mesma tecnologia e eficiência. Hoje é tendência no mundo todo. Em Paris e em Nuremberg (Alemanha), os sistemas com operador dentro do trem estão sendo substituídos por sistemas sem operador. Linhas novas como as de Dubai, Barcelona, Cingapura, e Kopenhagen, por exemplo, são todas com o sistema driverless. A Linha 4-Amarela opera com sistema igual - só que mais moderno - ao da Linha 14 de Paris, que está em operação desde 1998.

O que é exatamente o sistema driverless?

A operação dos trens é realizada sem a presença de condutor. O sistema é integralmente computadorizado, ou seja, todas as funções do trem são comandadas e controladas diretamente do Centro de Controle Operacional (CCO), de onde os controladores traçam os planos de rota para cada trem e realizam operações remotas. Com a operação automática do trem, as velocidades são sempre mantidas dentro dos limites permitidos e reguladas de acordo com o status do trem.

O que vai garantir a segurança do usuário em caso de pane?

Os trens possuem sistemas redundantes e tecnologia que permitem detectar e tratar preventivamente problemas de funcionamento. Como os trilhos não são eletrificados (a energia para o trem vem de um trilho instalado no teto do túnel, chamado catenária rígida), não oferecem risco aos passageiros, sendo possível desembarcar facilmente em caso de emergência. Além das saídas de emergência nas portas laterais, pela primeira vez um trem metroviário é equipado com porta com rampa de emergência na parte frontal. Caso seja necessário evacuar o trem, o sistema automático o levará em segurança até a plataforma mais próxima ou ainda fará o trem parar em total segurança dentro do túnel, aguardando a presença de um agente da concessionária para operá-lo manualmente permitir a saída dos passageiros.

Quais as vantagens do sistema driverless em relação aos convencionais?

O controle automático permite supervisão permanente de velocidade, dando mais segurança e precisão nas curvas e bifurcações, por exemplo. As paradas e partidas são automáticas, ou seja, a abertura e o fechamento das portas do trem são sincronizados com a abertura e o fechamento das portas de plataforma das estações. As portas de plataforma impedem o acesso dos usuários aos trilhos, evitam quedas e outros acidentes. A Linha 4-Amarela também conta com o monitoramento constante por meio de áudio e vídeo nas plataformas e no interior dos trens, o que permite um rápido e eficiente atendimento em caso de qualquer necessidade ou emergência.

Trens

Quais os principais diferenciais dos trens?

O grande diferencial está no sistema operacional, formado por um controle central computadorizado. Por meio dele, a linha é operada sem a presença do condutor dentro do trem. É o chamado sistema driverless, já adotado em diversos países da Europa, Ásia e América do Norte.

Quais são as dimensões dos trens, além do desempenho de velocidade?

O comprimento total é de 128,45 metros, com largura de 2,80 metros e altura máxima de 4,78 metros. Quanto ao desempenho, a velocidade máxima de projeto é de 100 km/h. Já a velocidade máxima comercial é de 80 km/h.

Qual o ano de fabricação dos trens, bem como o fabricante e a quantidade de carros?

Os trens foram fabricados em 2009, pelo consórcio Siemens / Hyundai-Rotem. A formação básica é de 6 carros por trem.

Quantos trens estão em operação?

A Linha 4-Amarela conta com 14 trens em operação, com 6 carros cada um. Cada trem tem capacidade para transportar 1.500 passageiros com conforto. Para a segunda fase, estão sendo fabricados mais 15 novos trens.

Que outros diferenciais podem ser destacados?

Outra inovação é a passagem livre entre os carros do trem, o que permite distribuição mais homogênea dos passageiros. Equipamentos de segurança de ponta, como detectores de fumaça, câmeras de circuito fechado, porta frontal de emergência e baixo nível de ruído também fazem parte dos diferenciais dos trens da ViaQuatro.  Além disso, ar-condicionado digital mantém a temperatura interna entre 20° C e 24° C.